TÍTULO: Reencontros 
TÍTULO ORIGINAL: Cry no more
AUTOR (A): Linda Howard
EDITORA: Bertrand Brasil
Ano: 2006
PÁGINAS: 362
Em uma manhã ensolarada no México, Milla Edge vê sua maior paixão desaparecer num piscar de olhos: seu bebê recém-nascido é literalmente arrancado de seus braços, num rapto violento e inexplicável. Carregando a angústia de não saber o paradeiro de seu filho, Milla funda uma organização especializada em encontrar crianças desaparecidas. Dez anos mais tarde, apesar de ter ajudado várias familias desesperadas, ela continua sem ter qualquer pista sobre o crime que a marcou profundamente. Desde então, sua vida pessoal desmoronou e sua sanidade por pouco não foi afetada. Mas as coisas começam a mudar de figura quando Milla recebe um telefonema anônimo... A partir de então, a cada passo ela parece estar mais perto de seu filho - e também mais próxima da morte. "Reencontros", um thriller hipnotizante de Linda Howard, é uma história para mexer com os nervos e com o coração. 


A história começa mostrando a vida de Milla Edge e o seu marido, David Boone. Ambos foram morar no México somente por um período de um ano, devido ao trabalho de David, que é médico. Logo no começo a autora nos mostra um acontecimento que mudaria a vida dos dois: o filho deles foi arrancado dos braços de Milla, enquanto ela fazia compras em uma feira ao ar livre.

Ela enfiou os dedos em seus olhos e as unhas afundaram em uma esponjosa maciez. Os gritos do homem se transformaram em urros de dor, e o braço em volta de Justin ficou mais fraco. Desesperadamente ela tentou pegar o bebê, conseguiu agarrar um de seus pequeninos e frágeis braços, e por um momento desesperador acreditou que conseguiria pegá-lo. Até que sentiu o outro homem aproximar-se por trás, e uma dor aguda e paralisante nas costas. Pág. 18

A narrativa pula para 10 anos depois, mostrando como o sequestro teve um impacto profundo na vida de Milla. Ela se divorciou, fundou uma organização para ajudar as pessoas a procurar crianças desaparecidas, enquanto continuava procurando o seu próprio filho. A investigação acaba juntando Milla com um homem chamado James Díaz, um perigoso assassino de aluguel.

O livro é narrado em terceira pessoa, mostrando vários pontos de vistas de outros personagens além de Milla. Com isso, é possível saber logo no começo a identidade dos criminosos, o que poderia fazer com que se perdesse a vontade de ler, mas a autora conseguiu fazer com que vários outros detalhes me surpreendessem.

Uma das coisas que mais gostei do livro foi que Milla tinha sua própria personalidade. Por se tratar de uma autora que só tinha ouvido falar por seus romances de banca, achei que quando o “mocinho” aparecesse, a personagem iria se moldar ao mesmo. Mas que engano! Milla possui sua própria personalidade e objetivos. Era uma personagem tão humana, que quase chorei no livro, principalmente quando faltava somente 60 paginas para acabar. 

Este livro aborda temas fortes e reais, prendendo o leitor durante todo o desenrolar. Possui uma fluidez na leitura, é muito bem desenvolvido e denso. É impossível ler sem sentir como se estivesse em uma montanha-russa de emoções.

10 motivos para ter um amigo viciado em livros

Agora que as férias realmente começou, não tenho muito tempo para postar. Mas sempre que tiver um tempinho eu venho aqui.
Eu estava visitando outros blogs e vi uma lista muito legal no site da Mari - A leitoraPercebi que algumas características são exatamente iguais as da minhas amigas!



  1. Sempre que quiser uma dica de leitura, você poderá perguntar a ele. Isso se ele não ler um livro e te indicar, afinal amigos se conhecem bem e ele provavelmente sabe do que você gosta. 
  2. Se você já tiver em mente um livro que quer comprar, ele pode te ajudar a não se arrepender da compra, dizendo se é bom ou não.
  3. Quando todo mundo estiver falando sobre um livro ou surgir alguma modinha por causa de livro, ele vai explicar e te deixar por dentro.
  4. Ele sempre tem uma boa história para contar e normalmente ele conta tudo em detalhes.
  5. Se vocês assistirem uma adaptação juntos, após o fim do filme ele vai te explicar tudo o que está diferente do livro e você nem precisará ler. 
  6. Você não precisa procurar uma biblioteca pública para economizar com livros, é só ir na casa do seu amigo e pedir emprestado (claro que prometendo, jurando, cuidar bem do livro dele, rs).
  7. Ele sempre sabe onde tem promoção de livros e sempre sabe onde encontrar cupons de desconto para comprar em lojas virtuais (e daí não precisa nem ser livro).
  8. Quando você quiser falar loucamente sobre aquele livro que você ama ou então um livro que você acabou de ler, ele vai te ouvir, pois ele te entende. 
  9. No seu aniversário com certeza ele te dará um livro. Se você comentar com ele sobre um livro que você quer, provavelmente ele te dará. E você não terá nenhuma dificuldade em dar um presente pra ele, né? É só dar um livro que ele vai ficar super feliz. 
  10. E quando você estiver sem nenhuma ideia do que dar de presente pra alguém é só perguntar pra ele, que ele terá uma sugestão.

O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella


TÍTULO ORIGINAL: Can you keep a secret?
AUTOR (A): Sophie Kinsella
EDITORA: Record
PÁGINAS: 240



Em O segredo de Emma Corrigan, Sophie Kinsella segue a receita que fez da série Os delírios de consumo de Becky Bloom sucesso de público - foram mais de 35 mil exemplares vendidos só no Brasil - e crítica. Com humor e muito charme, ela nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição de vida. Na memoria ela guarda situações ultraconfidencias: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real. Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo.  Como se não bastasse ter derramado bebida em um superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em alguns momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual é a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? 


Quando li a sinopse pensei "esse livro parece muito clichê!" Mas me surpreendi. Emma é um personagem cativante com suas incertezas. O que torna o livro ainda mais engraçado é a proximidade com a realidade, pois em diversos momentos você se identifica com a protagonista. Emma Corrigan carrega diversos segredos que parecem absurdos. Mas quem é que nunca escondeu alguma coisa dos pais ou fez coisas no serviço que ninguém deve saber? São coisas banais que, no relato da vida da personagem, se tornam hilariantes!

Quando conhecemos a personagem no início do livro ela está indo para sua primeira reunião importante como assistente de marketing da Corporação Panther, Emma recebeu uma tarefa que parece ser  fácil! Ela só tem que ir à Glascow, na Escócia, apertar as mãos de uns executivos e pronto. Mas as coisas acabam dando errado.Então, Emma vai para o aeroporto e arrasada começa a beber e fazer uma reflexão com o garçom e uma mulher ao lado. Sem saber, essa “mulher ao lado” é a aeromoça do voo que a Emma vai fazer. Como a aeromoça ficou com pena da Emma, ela deu lugares na classe executiva!  

Um detalhe: Emma morre de medo de avião. E o pior pra ela acontece: o avião começa a ter  turbulência! E desesperada, ela já pensa que vai morrer. E acaba contando todos os seus segredos para o cara ao lado e só para quando a aeromoça avisa que eles já pousaram em Londres. Emma fica aliviada de saber que nunca encontrará o cara novamente, até descobrir que o estranho é Jack Harper, um milionário que é o CEO sua empresa. 

O livro não tem um enredo complexo. O Segredo de Emma Corrigan é uma excelente obra para se passar algumas horas (isso mesmo, você vai ler super rapidinho esse livro) de muita diversão, pois o livro tem como ponto chave a diversão, muito mais do que o romance.

OBS: O estúdio Paramount já comprou os direitos da obra, que será filmada tendo a estrela Kate Hudson no papel principal. Mas infelizmente ainda não há data de lançamento do filme.

A irmã de Becky Bloom - Sophie Kinsella



TÍTULO ORIGINAL: Shopaholic & Sister
AUTOR (A): Sophie Kinsella
EDITORA: Record
PÁGINAS: 475

Becky Bloom achou que se casar com Luke Brandon seria uma caixinha da Tiffany cheia de felicidade. Mas, honestamente, a coisa não é um sonho como ela esperava. O problema começou na lua-de-mel, quando contou uma mentirinha minúscula a Luke, sobre uma comprinha de nada. Agora ela está com orçamento contado, não tem emprego e, pior de tudo, sua querida amiga Suze tem uma nova "melhor amiga". Becky está na maior deprê quando recebe uma notícia incrível: ela tem uma irmã há muito tempo perdida, sumida, esquecida! Becky nunca esteve tão em-pol-ga-da!!! Finalmente uma irmã de verdade! Elas podem fazer compras juntas... Escolher sapatos juntas... Fazer as unhas juntas... Até que ela tem o maior choque da vida. Não pode ser verdade! Não é possível que a irmã querida de Becky Bloom possa... odiar compras!!! Socorro!!!


Mais um post da saga de Becky Bloom, falando agora do quarto. Para quem quiser ler a resenha do primeiro livro é só clicar aqui, do segundo é só clicar aqui e do terceiro aqui.

Eu achei que não fosse gostar desse livro da série, pois o anterior não me animou. Além disso, a maioria das opiniões sobre A irmã de Becky Bloom é de que é o livro mais fraco da série, por isso fui ler com baixa expectativa. Fiquei feliz ao ver que não concordava com essas opiniões: gostei muito deste livro, na verdade, achei a história até mais interessante que dos outros.


A história começa narrando a longa lua-de-mel da Becky e o Luke. Quando finalmente Becky volta pra Inglaterra, as coisas não estão como ela esperava: ela está desempregada, sua melhor amiga encontrou uma nova amiga  e os pais parecem estar escondendo algo dela. 



Depois de um período incompreensão, os pais de Becky finalmente resolvem contar o segredo: ela tem uma irmã!  (Eu confesso que esperava que ao descobrir isso Becky ia surtar, mas ao contrário adorou a idéia!) Becky começou a imaginar vários momentos que poderia passar ao lado da irmã: no shopping, fazendo compras, indo ao salão juntas...




A grande decepção de Becky foi quando descobriu que sua irmã é totalmente o oposto dela. Jess é totalmente anti-consumista, adora economizar em tudo e vive reclamando de Becky com as compras inúteis. Mais do que isso, Jess nem ao menos parece simpatizar com Becky. 

Nesse livro, Becky recebe uma verdadeira lição de moral, aprendendo sobre responsabilidade, e que não pode continuar sendo essa pessoa mimada que sempre foi. Jess é a principal agente de transformação dela. 

O que falta um pouquinho no livro são os momentos comédia da Becky. Esse livro é mais focado no drama. Não um drama pesado, um drama cômico, mas nem senti tanta falta, pois achei que a história compensou. 

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos